Como‌ ‌implementar‌ ‌um‌ ‌software‌ ‌médico‌ ‌sem‌ ‌mudar‌ ‌a‌ ‌rotina‌ ‌do‌ ‌consultório‌

Como‌ ‌implementar‌ ‌um‌ ‌software‌ ‌médico‌ ‌sem‌ ‌mudar‌ ‌a‌ ‌rotina‌ ‌do‌ ‌consultório?‌

O processo de implementação de um software médico pode se tornar um momento difícil para um consultório, principalmente devido aos riscos envolvidos na escolha errada de uma ferramenta.

Desta forma, os consultórios, clínicas médicas e hospitais, com razão, têm muitas perguntas sobre o processo de implementação e, particularmente, no que ele implica sobre a rotina e sobre como proceder de uma maneira que os posicione melhor para o sucesso.

Por isso, se você quer entender como implementar um software médico sem mudar a rotina do consultório, confira o conteúdo que preparamos para você!

O que é um software médico?

O que é um software médico?

Software médico é um termo amplo que inclui qualquer sistema que ajude a gerenciar as funções clínicas e administrativas da assistência médica.

As soluções de software médico são importantes tecnologias para a área da saúde, pois ajudam no monitoramento, gerenciamento e controle das informações do paciente e da gestão médica. 

Os softwares desenvolvidos especialmente para o gerenciamento clínico é uma parte integrante das práticas médicas atualmente.

Estes softwares de assistência médica lidam com as operações diárias e otimizam os fluxos de trabalho clínicos. 

Com esse tipo de software de assistência, os prestadores de serviços médicos podem inserir e rastrear informações do paciente (como diagnósticos e procedimentos) e processar informações de pagamento e planos de saúde, por exemplo.

Quais são as vantagens de um software médico?

Quais são as vantagens de um software médico?

São inúmeras as vantagens da utilização de um software médico, tanto para o consultório, a clínica ou o hospital, quanto para os pacientes. Por isso, a seguir falaremos sobre alguns dos principais benefícios:

Tenha acesso fácil aos dados de assistência médica

Como o software médico processa documentos e dados on-line, ele otimiza as operações dentro de uma prática, permitindo que os funcionários autorizados pesquisem os prontuários e documentos eletrônicos e forma rápida, eficiente e segura.

Concentre-se em atendimentos de qualidade

Ao automatizar os processos médicos de rotina, o software médico permite que os profissionais de saúde se concentrem no atendimento ao paciente.

Aumente a satisfação dos pacientes

Devido aos fluxos de trabalho padronizados e recursos automatizados, como acesso instantâneo aos registros do paciente e histórico de tratamento médico, os médicos e demais profissionais de saúde podem trabalhar com mais eficiência. Isso, consequentemente, melhora a satisfação do paciente.

Componentes importantes de um software médico

  • O gerenciamento de informações do paciente permite que a equipe armazene dados eletrônicos do paciente, incluindo informações demográficas, informações sobre planos de saúde, históricos médicos, medicamentos e motivos de visitas médicas – ou seja, dados que vão além do prontuário do paciente;
  • O agendamento permite que a equipe médica marque e acompanhe as visitas dos pacientes;
  • Os relatórios permitem que os médicos e funcionários autorizados obtenham informações detalhadas sobre finanças, qualidade do atendimento e outros dados importantes;
  • O gerenciamento financeiro fornece recursos contábeis robustos, como gerenciamento de folha de pagamento e quadro de horários, contas a receber e pagar, entre outros.
Como implementar um software médico sem mudar a rotina do consultório?

Como implementar um software médico sem mudar a rotina do consultório?

A implementação não é um termo específico apenas para softwares médicos, refere-se à integração de um serviço ou componente baseado em um software no fluxo de trabalho de uma estrutura organizacional ou de um usuário final individual. 

Portanto, uma implementação de um software médico se refere ao processo de planejamento e execução da integração de softwares e componentes em uma organização de assistência médica.

Quanto tempo leva a implementação de um software médico?

Quanto tempo a implementação de software médico levará dependerá do contexto e do tipo de software escolhido. Dado o número de variáveis ​​que podem aumentar ou diminuir o tempo necessário para uma implementação de um software médico, o tempo necessário para implementação varia de acordo com a configuração e o produto escolhido. 

Como tal, não é possível encontrar facilmente uma linha do tempo padrão para a implementação de um software médico. 

No entanto, ao criar um plano de implementação de um software médico, parte da incerteza pode ser eliminada, pois os especialistas envolvidos no processo podem fornecer estimativas sólidas sobre a quantidade de tempo necessária para concluir a implementação com base nas informações sobre o seu consultório, clínica ou hospital.

Quais são as etapas de implementação de um software médico?

Indo além do roteiro geral ou da lista de verificação, é importante analisar as etapas envolvidas no processo de implementação do software médico de maneira mais detalhada.

O processo de implementação de um software médico pode variar muito, mas geralmente você precisa seguir as seguintes etapas:

  • Seleção de fornecedor do software: seleção e organização das empresas fornecedoras de softwares médicos;
  • Coleta de requisitos: a coleta de requisitos refere-se ao processo de determinar quais recursos e funcionalidades a sua prática requer em um software médico;
  • Classificação dos fornecedores para criar uma lista restrita: os principais fornecedores e candidatos serão reduzidos a uma lista restrita, que serão solicitados a apresentar o produto por meio de uma videochamada ou processo similar;
  • Demonstrações de fornecedores: os fornecedores selecionados conduzirão demonstrações de seus softwares usando apresentações e simulações de seus produtos. Então você terá a oportunidade de fazer perguntas;
  • Seleção: um fornecedor é selecionado, os contratos são negociados e o processo avança para realmente implementar o software médico.
  • Planejamento e preparação da entrada: com a ajuda do fornecedor, você, sua equipe e os representantes do fornecedor planejam como o software será implantado sem mudar a rotina do consultório . Além disso, serão feitos planos para a equipe ser treinada sobre o novo sistema. Nesse momento, uma data de ativação será selecionada junto com outros marcos relacionados à implantação.

Como você pode avaliar sua implementação de um software médico?

A avaliação da implementação do software médico pode assumir várias formas e a melhor para sua prática dependerá dos objetivos do seu projeto:

  • Realize cálculos para avaliar a rentabilidade
  • Pesquise a satisfação do paciente para avaliar a qualidade do atendimento
  • Pesquise a satisfação do médico para avaliar a adoção e o treinamento do usuário
  • Analise as taxas de erro de dados para avaliar a entrada e a qualidade dos dados

Seguir essas etapas resultará em um plano que dará ao seu projeto uma base sólida para implementar um software médico sem mudar a rotina do seu consultório.

Agora que você já sabe como implementar um software médico sem mudar a rotina do consultório, que tal entender um pouco mais sobre como escolher o melhor sistema para a prática da telemedicina?

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *