Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar sua experiência. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Privacidade para saber mais.

Quais são as tendências de pagamento dos pacientes?

Quais são as tendências de pagamento dos pacientes?

Atualmente, oferecer apenas uma única opção para pagamento em clínicas e consultórios é uma situação incômoda para muitos pacientes. Com o avanço da tecnologia e a modernização destas alternativas, os profissionais devem acompanhar as tendências de pagamento dos pacientes para melhorar o faturamento e ter sua fidelização

Além disso, centralizar suas movimentações em um único sistema é muito importante para ter o maior controle de suas finanças.

A seguir, você vai poder conferir quais são as principais tendências do pagamento dos pacientes, escolhendo aquelas que melhor atendem às necessidades de sua clientela. Acompanhe!

O que são os meios de pagamento para clínicas?

O que são os meios de pagamento para clínicas?

Os meios de pagamento são as diferentes formas que o médico pode receber de seus pacientes, como por meio de cartão de crédito, pagamento online, PIX, dinheiro, entre outros. Em uma era digital como a que vivemos, é natural que as pessoas não carreguem consigo dinheiro em espécie, preferindo outras maneiras mais práticas de pagar pelos serviços.

Além disso, como grande parte das pessoas não andam com dinheiro, muitas sentem-se incomodadas com a necessidade de ir até um banco físico apenas para sacar dinheiro. Assim, é possível que alguns pacientes decidam não marcar uma consulta clínica pelo fato do profissional não aceitar outras formas de pagamento.

O médico não precisa aceitar todas as formas de pagamento. Contudo, acompanhar as tendências de pagamento dos pacientes é a melhor alternativa para aumentar os lucros, melhorar a gestão financeira e fidelizar pacientes. Afinal, eles vão se sentir confortáveis para usar o meio de pagamento que preferirem.

Por que é necessário diversificar os meios de pagamento em clínicas e consultórios?

Por que é necessário diversificar os meios de pagamento em clínicas e consultórios?

As inovações na tecnologia modificaram a forma como vivemos e nos relacionamos. Além disso, tiveram grande impacto na saúde, proporcionando hoje equipamentos de alta qualidade, que contribuem para melhorar diagnósticos, tratamentos e atendimentos.

No entanto, essa evolução na área também trouxe maior competitividade ao mercado médico. Oferecer um bom atendimento durante a consulta já não é suficiente para a fidelização. O paciente deve ter uma boa experiência desde o momento de seu agendamento até a pós-consulta.

Na jornada do paciente, como é conhecida essa experiência, é preciso incluir as tendências de pagamento dos pacientes, oferecendo facilidade, praticidade e segurança. Afinal, diversificar as formas de pagamento na clínica ou consultório é uma exigência do consumidor, por isso, é preciso estar atento para cumprir seus desejos. As principais vantagens de investir nas tendências de pagamento dos pacientes, são:

  • atrair e fidelizar os pacientes, devido à uma experiência completa e positiva na sua clínica, sem dificuldades durante o pagamento;
  • diminuir a taxa de inadimplência, assegurando pagamentos automáticos e instantâneos, como parcelamentos no cartão de crédito;
  • maior segurança, seja para os pacientes, que não precisam andar com dinheiro, ou para a clínica, que corre menos risco golpes ou falta de pagamentos;
  • melhor gestão financeira do consultório, ao aliar os meios de pagamento a uma boa ferramenta de controle financeiro, com mais previsibilidade de suas receitas.
5 tendências de pagamento dos pacientes

5 tendências de pagamento dos pacientes

Considerando que o dinheiro é a principal forma de pagamento em clínicas e consultórios, as tendências de pagamento dos pacientes têm mudado a cada ano. Por isso, é fundamental diversificar esses meios para elevar a vantagem competitiva. A seguir, confira as principais tendências de pagamento dos pacientes.

Cartão de crédito e débito

Provavelmente todo médico já passou pela situação em que o paciente quis parcelar algum procedimento e, ao não aceitar, o profissional ficou dependendo de um voto de confiança para receber o restante do pagamento.

Para evitar situações como essa, o uso de cartões de crédito e débito é a melhor opção. Estas são as formas de pagamento mais utilizadas depois do dinheiro, proporcionando pagamentos na hora, ou a longo prazo. Ao parcelar no cartão de crédito, o profissional pode ter a garantia de que vai receber o dinheiro, levando mais praticidade e também segurança para o pagamento.

Boleto bancário

Ainda que não seja tão comum em clínicas e consultórios, o boleto bancário também é uma alternativa com pouca burocracia que pode ser gerada automaticamente para que o paciente faça o pagamento à vista na data escolhida.

Pagamento online

Outra das tendências de pagamento dos pacientes é o pagamento online. Totalmente digitais, esse tipo de transação é ainda mais segura, tornando-se uma das favoritas pela facilidade de transferências por WhatsApp, SMS, e-mail e outros canais.

O ideal é que o consultório tenha um software médico que possa oferecer esse meio de pagamento. Dessa forma, todas as suas movimentações financeiras podem ser centralizadas em um único local. Registrando entradas e saídas em um programa de gestão, o médico pode ter maior controle financeiro, além de conseguir garantir segurança para o paciente que vai realizar o pagamento.

TEF (Transferência Eletrônica de Fundos)

A transferência eletrônica de fundos é outra das tendências de pagamentos dos pacientes. Opção muito utilizada, permite que o pagamento seja feito à vista de forma fácil e rápida. Contudo, a transferências não é realizada na hora, principalmente para bancos diferentes e em feriados. Além disso, as taxas da TEF são altas, e apresentam chances de compartilhamento de dados, questão que preocupa muitos profissionais.

PIX

Por fim, o pix é a tendência de pagamento dos pacientes mais recentes. Esse sistema de pagamento instantâneo foi criado pelo Banco Central e já revolucionou os meios de pagamento para garantir que a transferência seja realizada em segundos, a qualquer dia da semana e a qualquer hora do dia.

Com as menores taxas no mercado, o PIX não exige diversos números relacionados à conta, agência e variações. Basta registrar a chave, como CPF ou celular, e começar a utilizá-la de forma prática e segura. Você não precisa digitar vários números de uma conta, basta registrar uma chave, como seu celular, CPF ou e-mail, e começar a usá-lo com total segurança.

Na leitura de hoje você conheceu as principais tendências de pagamento dos pacientes. Por isso, reúna as que melhor atendam seus pacientes e introduza-as em sua clínica ou consultório o mais rápido possível!

Gostou deste conteúdo? Então, assine nossa newsletter e receba artigos como estes em sua caixa de e-mail!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *