Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar sua experiência. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Privacidade para saber mais.

Por que utilizar um software médico com acesso remoto?

Por que utilizar um software médico com acesso remoto?

A cada dia, os impactos da tecnologia na área da saúde contribuem para melhorar a qualidade do serviço, evoluindo técnicas específicas. No entanto, esses avanços também chegaram à gestão, com a utilização de software médico com acesso remoto.

Alguns profissionais ainda não adotaram o uso deste tipo de sistema por falta de conhecimento e dúvidas sobre suas vantagens. Para ajudar a entender a importância de utilizar uma ferramenta como o software médico com acesso remoto, desenvolvemos o post a seguir. Continue a leitura para conferir!

Descubra a importância do software médico com acesso remoto

Descubra a importância do software médico com acesso remoto

De forma geral, um software médico com acesso remoto é um sistema desenvolvido especialmente para ser utilizado em clínicas, consultórios médicos e hospitais. Por meio dele é possível contar com a funcionalidade de uma ferramenta projetada para suprir as demandas nestes locais, melhorando a qualidade do atendimento, organização dos processos e gestão.

Os softwares médicos com acesso remoto podem ter funções como agendamento de consultas, controle financeiro, controle de fluxo de caixa, gestão de estoque, armazenamento de dados, emissão de relatórios, prontuários eletrônicos, integração com plataforma de assinatura digital, e muito mais, tudo de forma remota. Ou seja, que permite ser acessado à distância.

Qual a importância de um software na gestão clínica?

Um dos principais motivos que leva médicos e outros profissionais a adquirir um software médico com acesso remoto é potencializar os serviços realizados em sua clínica ou consultório. Atualmente, o mercado oferece diferentes modelos da ferramenta, cada uma com um foco específico.

É importante entender que os sistemas médicos devem se aproximar o máximo da realidade da clínica, de modo a otimizar os processos e contribuir para uma gestão efetiva. Por isso, utilizar um software médico com acesso remoto pode oferecer melhora no agendamento de consultas, organização da agenda, utilização de prontuários eletrônicos, e ainda contribuir para aumentar a segurança dos dados do paciente

Além disso, permite que as informações personalizadas sejam acessadas de qualquer lugar, de forma online. Da mesma forma, o sistema auxilia na gestão e controle de movimentações financeiras. Esse é um fator essencial, visto que médicos não dispõem de muito tempo para tratar sobre suas finanças, diante de uma agenda intensa de trabalho.

Assim, o software médico com acesso remoto otimiza as atividades, contribui com relatórios detalhados e personalizados e mantém a segurança dos dados, melhorando a qualidade do atendimento e contribuindo para que mais pacientes procurem o consultório não só pela capacidade do profissional. Mas também por sua organização, rapidez e segurança no atendimento de forma integral.

Os custos envolvidos com sistemas não remotos

Quando o médico escolhe utilizar um sistema não remoto, os custos envolvidos aumentam devido a necessidade de uma infraestrutura física para armazenamento de dados e sua execução. Entre os motivos de gastos, estão:

  • data centers;
  • servidores;
  • ar-condicionado;
  • acabamento;
  • licenças;
  • manutenção;
  • troca de equipamentos;
  • aluguel de espaço físico.

Além disso, é preciso considerar alguns pontos críticos relacionados à segurança e impossibilidade do trabalho remoto, dificultando a telemedicina e home office de profissionais que não têm a necessidade do contato presencial com o paciente.

Vantagens do software médico com acesso remoto

Por esses fatores, muitos médicos preferem utilizar um software médico com acesso remoto, aproveitando a oportunidade de migrar as operações para a nuvem. Essa alternativa garante praticidade na gestão e também no atendimento, ao reduzir custos com toda infraestrutura física. A seguir, conheça as principais vantagens do software médico com acesso remoto:

  • possibilidade de trabalho à distância: médicos e outros profissionais da saúde podem acessar o sistema de qualquer lugar, à qualquer horário, desde que estejam habilitados para isso;
  • rápida instalação: implementar um software médico com acesso remoto é fácil, rápido e tem um custo reduzido, considerando que não exige instalação de hardware ou licenças de software;
  • segurança dos dados: a empresa responsável pelo sistema se responsabiliza pela renovação dos certificados de criptografia, impedindo a invasão e furto de dados pessoais dos funcionários e pacientes;
  • alta disponibilidade: o sistema de software médico com acesso remoto está disponível em tempo integral, visto que seu armazenamento é feito em mais de um servidor;
  • atualização automática: isso permite que o consultório ou clínica opere sempre nas versões mais atualizadas;
  • backup automático: com essa função, a empresa pode exercer o trabalho com a certeza de que nada será perdido;
  • melhora na performance em caso de expansão: além disso, o uso de software médico com acesso remoto contribui para que, no futuro, o médico tenha facilidade ao inaugurar uma nova unidade, sem a necessidade de iniciar um sistema do zero.

O que considerar ao escolher um software médico

Com diversas opções no mercado, escolher um software médico com acesso remoto deve ser uma tarefa que deve ser realizada com planejamento. Afinal, alguns detalhes devem ser observados e considerados para que você consiga selecionar aquele que atende às suas necessidades. No momento da escolha, fique atento às seguintes questões:

  • Certifique-se de que é de usabilidade fácil para toda a equipe, com a capacidade de reduzir a carga de trabalho de administração;
  • Prefira um com excelente suporte fornecido pelo provedor, que inclui uma abordagem proativa para novas ideias;
  • Software que pode aumentar a produtividade, para que o tempo de sua equipe possa ser utilizado para atender pacientes, e não o software!
  • Acessibilidade, uma quantia razoável para licenças;
  • Certifique-se de entender o processo de instalação do novo software, pois algumas empresas apenas enviam o software para você e espera-se que você continue com ele. Isso inclui treinamento.

Ao utilizar um software médico com acesso remoto, o médico melhora sua prática, elevando a qualidade de atendimento para os pacientes, mantendo as informações em segurança, e otimizando processos como agendamento, prontuários, relatórios e gestão financeira.

Quer saber mais sobre este assunto? Então, veja também o que um software para pequenas clínicas precisa ter!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *