Como fazer o controle de pacientes de maneira eficaz?

Como fazer o controle de pacientes de maneira eficaz?

O controle eficiente de pacientes é capaz de aumentar a receita do seu consultório médico e, mais que isso, também é capaz de manter seus pacientes satisfeitos e mais seguros!

Deixar de fornecer o atendimento certo, no momento exato, coloca seu consultório em deficiência operacional. O que, por sua vez, coloca seus pacientes em risco de um atendimento inferior.

Fazer o controle de pacientes de maneira eficaz, em última análise, melhora os resultados e a experiência de atendimento, requer uma equipe envolvida com a tecnologia, um sistema de gestão de consultórios interconectado e interdependente e também requer uma liderança forte. Na verdade, o papel dos líderes é fundamental para o sucesso!

Por isso, se você quer saber mais sobre como fazer o controle de pacientes, confira o conteúdo que preparamos!

8 dicas sobre como fazer o controle de pacientes

8 dicas sobre como fazer o controle de pacientes

Se você está convencido de que fazer o controle de pacientes será bom para a sua eficiência operacional, certifique-se de incluir as dicas a seguir em sua rotina!

1. Alinhe relatórios entre os departamentos

Quando você cria uma estrutura de relatórios consistente entre os departamentos, com seus pacientes em mente, o controle de pacientes se torna otimizado.

Como em muitas instalações de saúde o atendimento é feito de um departamento para o outro, conforme um paciente se move de uma área para outra, é fundamental que todas as atividades sejam documentadas em cada departamento.

Além disso, os médicos podem ficar frustrados quando não têm controle ou percepção das ações realizadas fora de seu departamento imediato.

2. Crie uma cultura de responsabilidade

A cultura do seu consultório ou clínica médica é capaz de impactar diretamente o atendimento ao paciente!

Seus valores, missão e práticas devem ser consistentes entre todos os funcionários, já que existe uma relação entre a cultura e a melhoria do atendimento e segurança do paciente.

A cultura da instituição de saúde pode ser influenciada positivamente, ou seja, investir em estratégias para promover culturas que apoiam o alto desempenho pode ajudar os consultórios em seus esforços para melhorar significativamente os resultados clínicos.

3. Controle a sua capacidade de atendimento

Os gestores podem, até certo ponto, controlar o fluxo de pacientes e funcionários. Utilize esses dados para encontrar tendências e identificar como eles afetam a equipe e as rotinas.

Não pense na sua equipe como algo estático. Pense em como você pode planejar melhor, com base no conhecimento disponível nos dados.

Quando sua organização conhece suas restrições de capacidade e padrões, ela pode fazer mudanças para se alinhar com a demanda. Quando ambos são combinados, os atrasos no atendimento podem ser reduzidos. Por exemplo, examine a média e o pico diário de atendimento em cada departamento.

A análise do histórico sobre os atendimentos e sobre os picos diários ajudam a prever as demandas e permite o planejamento da capacidade necessária para atender com eficiência. 

4. Utilize a tecnologia para melhorar o controle de pacientes

O controle do paciente é alcançável quando as instalações de saúde têm as ferramentas certas para colaboração e medição.

É fundamental a adoção de um software médico capaz de se integrar aos seus sistemas existentes para facilitar um ambiente colaborativo com foco na eficiência, experiência e qualidade. Deste modo, você disponibilizará à toda equipe as informações de que precisam para orientar e agir.

A visibilidade e a clareza das informações permitem que a equipe e os pacientes tenham consciência, em tempo real, do que acontece em todos os departamentos do consultório ou clínica médica.

5. Tenha um fluxo de pacientes bem definido

Um fluxo de pacientes eficiente é capaz de ajudar as unidades de saúde a gerenciar o controle de pacientes em todos os departamentos.

Estipule uma diretriz como uma meta razoável em seu tempo de atendimento em cada departamento – ou seja, o tempo em que um paciente é mantido em cada departamento até o momento em que é admitido ou transferido.

Neste caso, o uso de dados ajudará o seu consultório a gerenciar quaisquer problemas que possam afetar seus departamentos, ou seja, o atendimento de pacientes, o que pode causar danos ao paciente e a qualidade do atendimento.

6. Forneça uma ferramenta automatizada para sua equipe

Uma ferramenta automatizada ajuda a melhorar o controle de pacientes e a qualidade do atendimento médico prestado, diferente do processo de tratamento manual.

Fornecer uma ferramenta automatizada como uma forma de revisar seu sistema de controle de pacientes ajudará na satisfação de clientes e funcionários e na taxa de retenção.

O sistema ideal cria transparência na disponibilidade e em todo o processo de atendimento dos pacientes recebidos.

É fundamental que haja uma discussão completa sobre a automação do controle de pacientes para lidar com os desafios enfrentados e otimizar os resultados de forma ampla.

7. Ensine sua equipe a gerir o tempo

Uma das habilidades mais eficazes para os profissionais de saúde é o gerenciamento do tempo.

Entender como planejar e controlar o tempo gasto em tarefas diárias é crucial para a segurança do paciente. Por isso, aqui estão algumas dicas sobre gerenciamento de tempo que você pode implementar hoje!

  • estabeleça metas;
  • tire proveito da tecnologia;
  • use prontuários eletrônicos;
  • saiba delegar;
  • saiba quando dizer não;
  • melhore suas habilidades de comunicação;
  • direcione seu tempo para responsabilidades essenciais;
  • capacite seus colegas de trabalho;
  • planeje um cronograma com antecedência;
  • tente minimizar as distrações tanto quanto possível;
  • seja organizado.

8. Invista em um software para gestão de consultórios médicos

A tecnologia pode ser aplicada para otimizar diversos processos da gestão de consultórios, especialmente ​​para fornecer uma melhor experiência ao paciente.

Além disso, a papelada pode ser eliminada, o que agilizará todas as demandas!

A maioria dos softwares para gestão de consultórios médicos oferecem recursos, como:

  • suporte multiplataforma;
  • comunicação unificada;
  • armazenamento baseado em nuvem;
  • ferramentas analíticas e de relatórios;
  • suporte para telemedicina;
  • gestão de dados em tempo real;
  • garantia de segurança dos dados do paciente.
  • E muito mais!

A experiência e a satisfação de um paciente podem depender em grande parte de um suporte tecnológico.

O aumento do uso de análises para aprimorar a segurança do paciente e os insights valiosos em tempo real podem afetar o atendimento e a segurança do paciente.

O sistema de banco de dados e relatórios automatizados funcionam com base no princípio de que quanto mais você sabe sobre algo, mais você pode obter novos insights e fazer previsões sobre o que acontecerá no futuro. Tudo isso também pode ser aplicado à capacidade de prever tendências em sua unidade de saúde.Otimizar o controle de pacientes é fundamental para os consultórios médicos, por duas razões principais: a segurança do paciente e a qualidade do atendimento.

Com a tecnologia certa, os gestores são capazes de gerar os resultados desejados, diminuindo os custos, aumentando a produtividade e o sucesso do consultório médico.

Gostou de saber mais sobre como fazer o controle de pacientes de maneira eficaz? Descubra agora como implementar um software sem mudar a rotina do consultório!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *