Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar sua experiência. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Privacidade para saber mais.

Como proteger o consultório contra ataques cibernéticos?

Como proteger o consultório contra ataques cibernéticos?

Uma grande preocupação entre médicos e profissionais da saúde atualmente é como proteger o consultório contra ataques cibernéticos. Afinal, a segurança das informações na clínica médica é responsabilidade destes profissionais, motivo que traz à discussão as melhores formas de melhorar essa questão.

Considerando que o papel já não é mais capaz de atender as necessidades de rotina de um estabelecimento de saúde, ele ainda oferece desvantagens como a falta de agilidade, eficiência e principalmente segurança.

Dessa forma, a digitalização dos documentos se tornou a melhor forma de garantir ao paciente e profissionais a segurança das informações, desde que utilizados de acordo com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados).

Contudo, saber como proteger o consultório contra ataques cibernéticos é essencial para que as vantagens da tecnologia possam ser utilizadas de maneira integral.

Para entender melhor este assunto, desenvolvemos o artigo de hoje explicando a importância de investir em segurança de dados e como proteger o consultório contra ataques cibernéticos. Acompanhe!

Por que investir em segurança de dados na área da saúde?

Por que investir em segurança de dados na área da saúde?

Instituições como hospitais, consultórios e laboratórios que utilizam a tecnologia em seus processos, devem ter cuidado diário com todos os dados usados. Além disso, é preciso ter atenção ao backup dessas informações.

Os prontuários médicos eletrônicos, por exemplo, devem ser guardados de forma vitalícia. Portanto, é necessário que a instituição tenha estrutura ágil e segura para o armazenamento. Isso porque, quando não se sabe como proteger o consultório contra ataques cibernéticos. Confira os principais riscos da falta de segurança da informação.

Vazamento de dados

A principal ameaça para quem não sabe como proteger o consultório contra ataques cibernéticos é o vazamento de dados. Essas informações, pessoas e médicas, são extremamente sensíveis e de responsabilidade da instituição. Por isso, é responsabilidade do médico garantir seu sigilo e integridade. A divulgação indevida de dados compromete a estabilidade operacional do consultório, além de impactar financeiramente e afetar a credibilidade do médico.

Adulteração de informações

Com o uso de documentos digitalizados, os ataques cibernéticos podem comprometer todos os processos da instituição. Isso porque, ao utilizar uma brecha na segurança do sistema, o invasor pode realizar alterações em informações relacionadas ao paciente e ao tratamento, assim como em exames e prontuários. Este é o tipo de situação que pode colocar a vida do paciente em risco devido a condutas inadequadas. Outro fator que eleva a importância de saber como proteger o consultório contra ataques cibernéticos.

Acesso a dados indevidos

Na área da saúde, a equipe é responsável pelo sigilo médico. Assim, outros profissionais ou mesmo familiares não podem ter acesso às informações do paciente a menos que sejam autorizados. Por esse motivo, a segurança de dados no consultório deve se atentar não só às ameaças externas. Também é importante restringir o acesso de documentos para apenas pessoas autorizadas.

LGPD 

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor no Brasil em 2020. Essa legislação garante a segurança dos dados pessoais dos pacientes no consultório médico, e estipula a necessidade do uso de medidas de proteção que sejam mais robustas.

Além disso, a LGPD é responsável por multar empresas que não se adequam às regras. Dessa forma, as violações, vazamentos e má conduta no tratamento dos dados pessoais do paciente podem gerar multas que chegam a até R$50 milhões. Outro motivo importante para saber como proteger o consultório contra ataques.

Como proteger o consultório contra ataques cibernéticos

A segurança em ambiente digital garante a autenticidade, integridade e segurança do documento eletrônico. No entanto, certos riscos podem causar graves consequências para paciente e profissionais, como vimos acima. Para que isso seja evitado, veja como proteger o consultório contra ataques cibernéticos.

Analise os riscos de segurança de informações do consultório

Ainda que os meios digitais sejam os mais seguros para armazenar dados, também podem oferecer riscos. Entretanto, algumas precauções são capazes de evitar esse tipo de situação. Inicialmente, é preciso analisar o dia a dia do consultório para identificar os riscos de segurança de informações. Entre os principais erros cometidos no cotidiano das clínicas que podem resultar em uma ameaça para a segurança dos dados, estão:

  • armazenamento de informações primordiais em locais de fácil acesso;
  • compartilhamento de senhas entre profissionais;
  • navegação em sites e sistemas sem certificado SSL.

Criptografe as informações armazenados no sistema

Os dados sigilosos dos pacientes e do consultório devem estar armazenadas em um ambiente digital criptografado, que possa oferecer níveis de autorização de acesso. A criptografia é um sistema que codifica as informações para que somente aqueles que estão autorizados possam acessá-los. Essa é uma das melhores formas de proteger o consultório contra ataques cibernéticos.

Atualmente, alguns softwares médicos utilizam a mesma criptografia usada em sistemas bancários. Dessa forma, somente os profissionais que estão autorizados podem acessar as informações dos prontuários médicos no consultório.

Com essa prática, além de proteger os dados dos pacientes, o médico também estará cuidando de sua credibilidade. Por meio da criptografia é possível ter segurança nas informações do consultório, superando aquelas que os documentos em papel podem oferecer.

Crie senhas fortes e seguras

Para evitar a necessidade de decorar diferentes senhas, é comum para muitas pessoas utilizar a mesma palavra em todos os seus logins. Ainda que possa parecer bastante prático no dia a dia, isso representa um grande risco para a segurança.

Ao criar um cadastro em algum sistema, grande parte das empresas exige que a senha tenha entre 6 ou 8 caracteres, contendo letras maiúsculas e minúsculas, números e símbolos. Por isso, para utilizar ferramentas de gestão no consultório médico também é importante criar senhas usando esse padrão tornando-as mais difíceis de serem codificadas e descobertas.

Salve os dados na nuvem

Quando falamos sobre segurança de informações em consultório médico, o armazenamento de dados é o ponto fraco. Seja qual for o local de escolha, o médico deve ter toda segurança que precisa. Por isso, outra ideia de como proteger o consultório contra ataques cibernéticos é escolhendo formas seguras de armazenamento, como sistemas em nuvem.

Por meio de ferramentas como essa, é possível salvar dados em um servidor online que estará disponível para acesso a qualquer hora e em qualquer dispositivo. Também é possível garantir que nenhum dado será perdido, fator essencial para órgãos regulamentadores, como o Conselho Federal de Medicina (CFM).

Utilize ferramentas voltadas para a área da saúde

Hoje em dia já se podem encontrar diversos sistemas voltados para gestão em saúde. Portanto, muitas vezes escolher o melhor pode ser uma tarefa difícil, visto que boa parte trabalha de acordo com a norma de proteção de dados.

Dessa maneira, é importante escolher sistemas que são especializados nas necessidades de seu consultório. Afinal, eles devem saber exatamente o que o profissional precisa para oferecer o melhor atendimento aos seus pacientes. Antes de decidir pelo sistema de gestão, é preciso avaliar características como:

  • funcionalidade voltadas para a especialidade;
  • conhecimento dos desenvolvedores sobre segurança médica;
  • atualizações diárias de armazenamento de dados;
  • normas que garantem validade judicial para prontuários eletrônicos;
  • níveis de acesso diferente para a equipe;
  • rapidez na exportação de dados.

Estes são alguns dos parâmetros que podem mostrar a capacidade do sistema em oferecer segurança de informação na área médica. Caso a ferramenta tenha a maioria das características, saberá como proteger o consultório contra ataques cibernéticos.

Treine os profissionais 

Não adianta o médico conhecer as melhores formas de segurança de informações para o consultório se os outros funcionários não estiverem alinhados, realizando o mesmo tratamento de dados. Alguns erros que muitas vezes podem parecer comuns também são responsáveis por facilitar a invasão de informações, colocando em risco a segurança de dados sigilosos dos pacientes e do profissional.

Assim, é essencial que o médico ofereça treinamentos para os outros profissionais do consultório, explicando a importância das práticas de segurança digital na rotina de trabalho. Algumas dicas simples que podem fazer a diferença na segurança de informações do consultório que devem ser orientadas aos funcionários, incluem:

  • Evitar o acesso de sites sem HTTPS ou ícone de cadeado;
  • Evitar repassar informações por meio de WhatsApp ou Messenger sem verificar a veracidade;
  • Não compartilhar senhas com outros colaboradores.

Tenha um seguro de riscos cibernéticos

Por fim, o seguro de riscos cibernéticos não é obrigatório, contudo, pode salvar o consultório médico. Este seguro poderá proteger a instituição, as informações dos pacientes e também a reputação profissional em situações que comprometam a segurança de dados. Alguns seguros podem cobrir custos legais, como multas e vazamentos, e podem trazer tranquilidade à vida.

Você pôde conhecer no artigo de hoje como proteger o consultório contra ataques cibernéticos. Siga as dicas acima e busque um sistema de gestão médica que contribua não só para a funcionalidade e praticidade do atendimento, mas principalmente para a segurança dos dados dos pacientes e médicos.

Gostou destas informações? Então, acompanhe mais conteúdos como este no blog do Meu Consultório!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *