Novas tecnologias na medicina: 4 inovações para consultórios médicos

As novas tecnologias na medicina vieram para melhorar a assistência ao paciente e aperfeiçoar as rotinas já existentes. Enquanto alguns recursos ajudam a diagnosticar antecipadamente as enfermidades, outros organizam os dados do consultório de forma simples e prática.

Aliadas aos conhecimentos científicos, as tecnologias em saúde possibilitaram a implantação de serviços inovadores e alcançaram pacientes que não dispunham de profissionais qualificados em suas regiões.

Os avanços com a integração dessas ferramentas são diversos e você confere agora neste post. Acompanhe conosco!

1. Atendimento remoto do paciente

Graças ao advento da telemedicina, já é possível dar orientações clínicas virtualmente aos pacientes. Essa ferramenta pode ser conceituada com o uso da tecnologia para assistir pessoas em locais distantes, geograficamente falando.

Por meio dos recursos tecnológicos, é possível conversar com o paciente por uma videoconferência, monitorar os parâmetros laboratoriais e implantar condutas terapêuticas para o indivíduo.

Após uma consulta presencial detalhada e o cadastro do paciente em softwares específicos, o médico será acionado após qualquer anormalidade laboratorial — ainda podendo ser contactado diretamente pelo paciente.

Sendo assim, o atendimento remoto traz benefícios para o profissional de saúde, que resolve questões clínicas menores, e para o paciente, que se sente acolhido por meio das tecnologias na medicina.

2. Integração dos dados clínicos

Em um passado não muito distante, os médicos precisavam preencher diversos formulários a fim de garantir um atendimento adequado. Muito tempo se destinava a essa ação, deixando pouco disponível para entender as queixas e os sentimentos dos pacientes.

Felizmente, com o advento do prontuário eletrônico, os profissionais conseguem integrar todas as informações clínicas dos pacientes e formular hipóteses diagnósticas mais embasadas.

Isso porque o prontuário eletrônico armazena virtualmente as consultas e as condutas terapêuticas, além dos exames laboratoriais e radiológicos, facilitando significativamente a assistência ao paciente.

3. Uso de dispositivo clínico portátil

Os pacientes, vítimas de doenças crônicas, necessitam de avaliação constante de seu estado de saúde para modificar as intervenções clínicas e predizer o prognóstico de forma eficiente e objetiva.

Atualmente, existem dispositivos portáteis que realizam avaliações de glicemia, pressão arterial, níveis sanguíneos de substâncias tóxicas, entre outras, de forma minimamente invasiva, além de enviarem essas informações para os médicos em tempo real.

Essas ferramentas tecnológicas possibilitam uma maior autonomia para os pacientes. Ainda, facilita intervenções precoces em casos de anormalidades laboratoriais, evitando, assim, a evolução do quadro.

4. Utilização de laudos a distância

Outra ferramenta importante nos dias de hoje é o envio de imagens radiológicas para centros de diagnósticos. A emissão de laudos a distância tem sido utilizada pelos pequenos e grandes consultórios.

Essa tecnologia funciona da seguinte maneira: os médicos realizam os exames de imagem nos pacientes e enviam os dados clínicos para que um especialista em radiologia terceirizado elabore o laudo.

Os benefícios dessa atividade se referem à rapidez na entrega dos resultados, antecipando as intervenções terapêuticas, além da redução dos custos operacionais dos serviços radiológicos in loco.

As novas tecnologias na medicina trouxeram benefícios incalculáveis para os pacientes, pois são utilizadas no diagnóstico, no monitoramento e nas intervenções terapêuticas, de modo a minimizar os riscos e garantir mais qualidade de vida. Além disso, aperfeiçoaram os recursos disponíveis e integraram informações clínicas valiosas para o médico, facilitando as rotinas.

E aí, gostou das dicas? Então, assine a nossa newsletter e fique por dentro de conteúdos interessantes!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *