Indicadores para clínicas médicas: quais eu devo acompanhar?

Empreender em um país tão burocrático como o Brasil é um tremendo desafio, especialmente em um mercado de trabalho tão competitivo como a área de saúde. No entanto, se você anseia por ter sucesso nesse ramo, conhecer e saber interpretar os principais indicadores para clínicas médicas é algo simplesmente indispensável.

Essas métricas de desempenho são instrumentos cruciais para você compreender se está no caminho certo, bem como para descobrir quais são os ajustes que você deve fazer para funcionar melhor. Confira o conteúdo a seguir e veja quais indicadores você não pode deixar de acompanhar na sua empresa!

O que são indicadores para clínicas médicas?

Os indicadores para clínicas médicas são poderosos instrumentos de gestão, que podem auxiliar no monitoramento e na avaliação dos serviços que são prestados por qualquer empresa. Embora muita gente não saiba disso, esse tipo de avaliação pode ser bastante utilizado por empreendimentos da área de saúde.

Os resultados obtidos por meio desses números podem ser muito vantajosos em diversos aspectos e auxiliam, por exemplo, a garantir que o seu consultório está no caminho certo para atingir os objetivos que foram previamente traçados ou se há uma forte necessidade de mudanças e ajustes.

Os processos ajudam também em vários outros pontos, como:

  • garantir que os valores da organização estejam em consonância com o mercado,
  • que a missão da clínica esteja sendo cumprida,
  • a formulação e o alcance de novas metas por meio do refinamento da experiência dos usuários e
  • o direcionamento das estratégias de marketing, reduzindo custos.

Quais são os principais indicadores para clínicas médicas?

Agora que você já entendeu um pouco melhor o que são os indicadores para clínicas médicas, é muito interessante que você conheça quais são as métricas mais utilizadas no segmento de saúde, pois elas podem ser muito importantes para o sucesso do seu empreendimento.

Confira abaixo algumas delas.

Tempo de espera

Não é difícil perceber que o tempo de espera costuma ser um dos principais indicadores para clínicas médicas, afinal, essa é uma situação absolutamente comum em qualquer consultório e costuma estar entre as campeãs de reclamações entre os pacientes. Por isso, compreender essa métrica é fundamental para melhorar o seu negócio.

Para fazer essa avaliação, você pode orientar a sua secretária a anotar qual é o horário de chegada do seu cliente e qual é o horário em que ele efetivamente entrou na sua sala. Se esse intervalo for demasiadamente extenso, cabe a você adotar atitudes para reduzi-lo e também para melhorar o ambiente da sala de espera.

Satisfação dos pacientes

Logicamente, a satisfação dos clientes é algo que deve ser levado em conta em qualquer empreendimento, por isso você não pode abrir mão dessa métrica. Esse indicador é responsável por medir o quão contentes estão os pacientes e as suas famílias com o atendimento que estão recebendo da sua empresa.

Essa compreensão deve ir desde a cortesia da sua equipe, passando pela estrutura física e pela limpeza das instalações, chegando até a pontualidade dos profissionais. Uma das maneiras mais eficientes e comuns para conseguir essas informações é por meio da aplicação de questionários de satisfação.

Eles podem ser deixados na sala de espera ou distribuídos em cédulas de papel no seu próprio estabelecimento. Outra forma eficaz de fazer isso é por meio do envio de uma mensagem de e-mail para o endereço eletrônico que foi fornecido durante o cadastramento do paciente na primeira consulta.

Taxa de retorno

A taxa de retorno é outro dos mais importantes indicadores de clínicas médicas. A partir dessa métrica, é possível examinar quantos clientes retornaram para consultas, quantos cancelaram e quantos simplesmente não voltaram mais. Um valor elevado de cancelamentos ou de não comparecimentos, por exemplo, mostra o seu negócio está falho em algum ponto.

Uma taxa de retorno pouco expressiva também pode trazer a interpretação de que o empreendimento não está conseguindo ter eficiência ao convencer o público sobre a importância de dar continuidade aos tratamentos, ou ainda que sua marca não está atraindo pessoas que estejam preocupadas com a prevenção da saúde.

Por outro lado, se você averiguou um número baixo de cancelamentos ou de faltas, esse é um poderoso indício de que você e seus funcionários estão sendo bem-sucedidos nos processos, sobretudo em educar quem já foi atendido sobre a importância de tratar do seu bem-estar ininterruptamente.

Para analisar essas informações, você e sua secretária podem verificar os históricos de agendamentos, os intervalos entre uma visita e outra, o número de indivíduos que chegam por recomendação de amigos e parentes e, dessa forma, adotar medidas para promover melhores níveis de fidelização na sua organização.

Faturamento bruto

O faturamento bruto é um dos principais indicadores de desempenho de qualquer empreendimento, afinal, não dá para fechar o orçamento no final do mês se o seu negócio não tiver dinheiro entrando em caixa. Essa avaliação, em linhas gerais, é aquela que vai indicar quais são os valores ganhos em determinado período de tempo.

Esse conhecimento é imprescindível, pois se essa métrica estiver abaixo do que estava sendo esperado para a semana, para o mês ou para o ano, o empreendedor tem a oportunidade de identificar onde estão os erros e corrigi-los, além de realinhar as suas estratégias de marketing para prospectar novos clientes.

Produtividade

Por fim, a produtividade é um dos indicadores para clínicas médicas que servem para melhorar os processos, pois ele indica de que forma as tarefas estão sendo realizadas e com quais níveis de eficiência. É uma maneira de analisar os atendimentos, desde a chegada dos pacientes até o momento de sua saída.

Entre os itens analisados, podem estar:

  • o número de consultas marcadas por cada atendente,
  • a quantidade de indivíduos atendidos por cada médico e
  • qual foi o tempo gasto em cada consulta.

Com esses dados em mãos, o gestor pode alinhar o aproveitamento dos horários e otimizar os processos executados.

Esses são alguns indicadores para clínicas médicas que devem ser acompanhados constantemente. Gostou do conteúdo? Então confira também este artigo sobre como otimizar o atendimento no consultório e fique por dentro do assunto!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *